Preso no aeroporto com dinheiro na cueca quer passaporte de volta

O ex-sócio da corretora Bônus Banval, Enivaldo Quadrado, aquele preso pela Polícia Federal com dinheiro na cueca, nas meias e na cintura enquanto desembarcava no Aeroporto Internacional de Cumbica, em São Paulo, acaba de requerer seu passaporte na Justiça.

Preso e condenado na agonizante Operação Lava Jato, o empresário foi solto em 2019 após a mudança de entendimento do STF sobre prisão em segunda instância. Ele era um dos 13 presos da operação em regime fechado que puderam deixar a cadeia.

Enivaldo Quadrado foi condenado em um desdobramento da ação penal que condenou o pecuarista José Carlos Bumlai e dirigentes do Banco Schahin por empréstimo fraudulento de R$ 12 milhões concedidos pelo banco a Bumlai.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos