Preso por matar ex-namorada e a filha dela “tentou se passar por inocente”, diz delegado

·2 min de leitura
Mãe e filha foram assassinadas a facadas - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Mãe e filha foram assassinadas a facadas - Foto: Reprodução/Redes Sociais
  • Mãe e filha foram encontradas mortas com marca de facadas no pescoço

  • A polícia prendeu o ex-namorado da mãe, que tentou se passar por inocente

  • O rapaz foi visto por testemunhas, tinha um corte na mão e uma calça manchada de sangue

Um homem de 38 anos foi preso na tarde da última quarta-feira, em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, acusado de matar uma ex-namorada e a filha dela a facadas. As informações são do G1.

A investigação policial concluiu que o rapaz, que não teve a identidade revelada, foi responsável por assassinar a facadas Lucimar Freitas da Silva Vasconcelos, de 46 anos, e sua filha, Adriana Vasconcelos da Silva, de 19.

As duas foram mortas na mesma quarta, pela manhã, na casa onde viviam, no bairro Santa Rita do Bracuí. Os corpos foram encontrados com cortes no pescoço.

Testemunhas contaram aos agentes que o acusado foi a última pessoa a entrar na casa de Lucimar antes do assassinato. O rapaz chegou a se apresentar no local do crime, foi ouvido e tentou se passar por inocente.

"O autor se encontrava no local querendo saber informações do ocorrido. Foi trazido pelos policiais da delegacia para a unidade, interrogado e, mesmo assim, negou o crime. Mas, depois de uma investigação, concluímos que ele foi o autor", disse o delegado de Angra dos Reis, Vilson de Almeida.

Local onde mãe e filha foram mortas - Foto: Reprodução/TV Rio Sul
Local onde mãe e filha foram mortas - Foto: Reprodução/TV Rio Sul

O homem foi preso em flagrante e levado para a delegacia local. Ele vai responder pelo crime de duplo-homicídio.

Corte na mão e calça manchada de sangue

Durante a conversa com os policiais, o suspeito apresentou um corte no dedo da mão direita, que justificou alegando um acidente no dia anterior. Ao ser questionado sobre a localização de seu aparelho celular, ele disse que o objeto estava em manutenção.

Os agentes seguiram o rapaz até sua residência, em um cortiço no bairro Sapinhatuba I. Lá, encontraram uma calça jeans com manchas de sangue na parte posterior da perna esquerda.

"Encontramos na casa dele uma calça com mancha compatível com sangue, que foi arrecadada e encaminhada para perícia, para confirmação. Ele também ostentava uma lesão na mão, compatível com a faca que foi encontrada no local do crime. Por conta disso, entendemos que o autor matou a mãe e a filha e tentou se passar por inocente", relatou Vilson.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos