Previ-Rio dá mais prazo para a prova de vida de pensionistas e servidores inativos

Em razão da pandemia — pelo fato de 2022 ainda ter sido um ano atípico, por causa das restrições impostas pela Covid-19, principalmente no primeiro semestre do ano —, o Instituto de Previdência e Assistência da Prefeitura do Rio (Previ-Rio) decidiu dar uma nova chance para os servidores inativos e pensionistas que não fizeram a prova de vida anual obrigatória no banco, no mês reservado ao seu final de matrícula. De acordo com a instituição, esses retardatários poderão fazer o procedimento excepcionalmente até 31 de dezembro.

De acordo com um levantamento do Previ-Rio, 72 mil servidores inativos e pensionistas foram convocados para a atualização cadastral neste ano. Deste total, aproximadamente três mil pessoas não completaram essa etapa até outubro.

Quem não fizer a prova de vida até a nova data-limite poderá ter o pagamento suspenso, a partir de janeiro de 2023, até efetive o recadastramento.

A prova de vida deve ser feita, presencialmente, em qualquer agência do banco Santander do país, mediante a apresentação de um documento de identidade com foto, válido em todo o território nacional, além da inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF).

Caso o servidor inativo ou o pensionista não possa comparecer à instituição financeira por qualquer motivo, é preciso entrar em contato com o Disque-Servidor, por meio do telefone (21) 2599-4746, para que o interessado seja orientado sobre o procedimento a adotar.

A prova de vida visa a evitar fraudes e depósitos indevidos. Ao contrário dos segurados do INSS, o recadastramento dos servidores inativos e pensionistas continua obrigatório em todas as esferas da administração.