"A previsão é não chegar a 800 pessoas": há um ano, Bolsonaro previa menos de mil mortes por covid

Reprodução/TV Brasil/EBC