PRF convocou 41 agentes para Operação na Vila Cruzeiro após pedido da PM

A PRF convocou 41 servidores para atuar na operação na Vila Cruzeiro, em maio, na Zona Norte do Rio de Janeiro, que resultou em 23 mortes — a segunda mais letal da história da capital fluminense. A participação de agentes da corporação, que é alvo de apuração do Ministério Público, se deu após um pedido da Polícia Militar do Estado (PMERJ), conforme documento.

O MP questiona se houve desvio de função, uma vez que não é atribuição da PRF atuar em comunidades da cidade. Policiais rodoviários deram apoio ao Bope e à PM na ação marcada pela chacina.

Após operação: Deputados visitaram o Rio por investigação rigorosa

A corporação, em contrapartida, justifica que a região onde foi desencadeada a ação é limítrofe com as rodovias federais Washington Luís e Presidente Dutra, ambas de "especial interesse" para a PRF.

Destaca ainda que o local é considerado o quartel-general de uma das maiores facções criminosas do país, de onde partem ordens para crimes cometidos em rodovias, além de ser o destino de apreensões de drogas, armas e munições.

De acordo com balanço do órgão, foram apreendidos 13 fuzis, 12 granadas, 4 pistolas, 29 carregadores de armas, além de centenas de munições. Também foram recuperados 10 veículos e 16 motos.

Em relação a drogas, os agentes apreenderam 160 papelotes de cocaína, 1,6 mil de maconha, 1,7 mil de substâncias não identificadas e outros 1,6 mil envelopes de cocaína.

Entre os resultados, a PRF ressaltou duas prisões e 12 pessoas encaminhadas ao hospital. O número de vítimas, no entanto, não consta no levantamento.

Veja o ranking: Com 228 tiroteios, junho foi o mês mais violento do primeiro semestre de 2022 no Rio

Segundo a PRF, houve gastos apenas com o combustível das viaturas, além de quase R$ 15 mil que custearam diárias de 11 servidores lotados em outras unidades regionais que integraram a equipe participante da operação.

As informações constam de resposta a um requerimento feito pela bancada do PSOL na Câmara.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos