PRF desmobiliza bloqueios e rodovias federais são liberadas

SALVADOR, BA, E SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os bloqueios de rodovias federais foram desfeitos e todas as estradas estão com o tráfego liberado, afirmou a Polícia Rodoviária Federal (PRF) no início da tarde desta segunda-feira (9).

Depois de uma madrugada em que foram liberados trechos de rodovias que haviam sido bloqueados de quatro estados, manifestantes extremistas haviam organizado novos bloqueios e fecharam a BR-163 em pelo menos três pontos na manhã desta segunda.

Foram desfeitas as interdições em dois pontos da rodovia no município de Progresso, no sul do Pará, e em um ponto na cidade de Matupá, norte de Mato Grosso.

Os fechamentos de estradas acontecem após uma nova escalada dos atos antidemocráticos em Brasília que resultaram em agressões a policiais, jornalistas e na depredação do Congresso Nacional, Palácio do Planalto e STF (Supremo Tribunal Federal).

A Polícia Rodoviária Federal também informou que interceptou 49 ônibus envolvidos nos atos golpistas. As apreensões aconteceram no Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, São Paulo e Paraná.

Equipes da PRF estão distribuídas em um cinturão viário que inclui as principais rodovias de acesso à capital federal. Os passageiros foram identificados e conduzidos para unidades da Polícia Federal.

Em um dos ônibus apreendidos em Santa Maria, no Distrito federal, tinha entre os passageiros dois policiais militares, um reformado e outro da ativa, ambos portando arma de fogo e munições. Segundo a PRF, um dos dos militares usou spray de pimenta no interior do ônibus no momento da abordagem.

Na cidade de Três Marias (MG), agentes da PRF vistoriaram um ônibus com manifestantes encontraram com os ocupantes estojos de bombas de gás lacrimogêneo já deflagradas, além de um cartão de acesso do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.

MATO GROSSO

Neste domingo, o estado de Mato Grosso era o mais atingido pelos protestos golpistas, com bloqueios em ao menos cinco trechos de rodovias federais.

Manifestantes golpistas queimaram pneus e bloquearam trechos da BR-163 na altura dos municípios de Lucas do Rio Verde, Sorriso, Sinop, Guarantã do Norte e Nova Mutum. As cidades estão entre os principais polos do agronegócio do país.

Também houve bloqueio na rodovia BR-174, noroeste do estado, próximo ao município de Castanheira. A via foi liberada.

Na manhã desta segunda-feira, o governo de Mato Grosso informou que os bloqueios foram liberados após atuação conjunta da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Rodoviária Federal.

Também informou que as Polícias Civil e Federal estão apurando a autoria de eventuais crimes relacionados às ações, sobretudo nos danos causados na ponte sob o Rio Verde, em Lucas do Rio Verde.

"O Governo de Mato Grosso não compactua com movimentos que impedem as garantias de direitos de ir e vir das pessoas", informou, em nota.

SÃO PAULO

No estado de São Paulo, todas as rodovias estão sem pontos de interdição terroristas. Bloqueada por bolsonaristas em trecho no interior de São Paulo, na altura de Limeira, na noite deste domingo (8), a rodovia Anhanguera estava totalmente liberada na manhã desta segunda (9).

Segundo a Autoban, concessionária que administra a rodovia, às 10h42 desta segunda, a pista expressa sentido interior capital, no km 15 final 13 tem tráfego congestionado, reflexo de congestionamento nas marginais.

A alça da rodovia dos Imigrantes, para interligação no km 42 sentido Anchieta, e alça de retorno no km 40+200 sentido litoral, estão bloqueadas devido a condições climáticas, afirma a Ecovias.

Na Tamoios, o trânsito está livre, porém com obras e neblina em alguns pontos. Fluxo normal também em ambos os sentidos das rodovias SP-215, SP-330, SP-147, SP-191, SP-352, SPI-165 e SPI-054, assim como em todo o corredor Dom Pedro de rodovias, no interior do Estado de São Paulo.

SANTA CATARINA E PARANÁ

Em Santa Catarina, foi dissolvido o bloqueio da rodovia BR-101, que havia sido fechada por extremistas na altura do município de Itajaí.

O cenário é semelhante no Paraná, onde dois pontos da rodovia BR-277 que haviam sido interditados, na altura dos municípios de Medianeira e em São Miguel do Iguaçu, foram liberados.

O governo do Paraná informou que a Polícia Militar do estado atua para liberar as rodovias e que não foram registrados confrontos com manifestantes.

Em nota, a Polícia Rodoviária Federal informou que segue com o monitoramento ininterrupto das condições nas rodovias federais de todo o país.

Destacou ainda que as interdições "flagrantemente violam, dentre outros, o direito constitucional de ir e vir" e que adota protocolos para a desobstrução das vias que incluem desde a negociação direta ao uso progressivo da força.

"A PRF ressalta que em todos os casos sua atuação se dá dentro das prerrogativas legais —sempre preservados os direitos humanos— e tem como prioridade o restabelecimento da ordem pública e da segurança viária", informou.