Putin quer desenvolver programa para transformar Rússia em potência econômica

Moscou, 16 mar (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou nesta sexta-feira que seu governo elabore um programa sobre as prioridades nacionais até 2024 que inclua a entrada do país no clube das cinco maiores economias do mundo.

O projeto do decreto, que foi anunciado no fechamento da campanha eleitoral de Putin, deve incluir a entrada da Rússia "nas cinco maiores economias do mundo, e garantir ritmos de crescimento econômico superiores aos mundiais", diz o site do Kremlin.

O prazo que Putin dá para sua administração cumprir com esse objetivo coincide com o fim de seu próximo mandato, dentro de seis anos, já que é praticamente garantido que o atual presidente será reeleito com folga no próximo domingo.

O programa de desenvolvimento nacional também prevê a redução da pobreza pela metade e o aumento da esperança de vida para 78 anos.

O chefe do Kremlin exige que o governo tome medidas para "aumentar a população, aumentar a esperança de vida até os 78 anos em 2024 e até os 80 em 2030, elevar o nível de vida dos cidadãos, (garantir) o crescimento estável de sua renda e das pensões acima da inflação".

Essas e outras incumbências assinadas hoje por Putin se baseiam nas promessas que o presidente fez durante seu discurso recente sobre o estado da nação diante das duas câmaras do parlamento russo, e que de fato se transformou no anúncio de seu programa eleitoral.

Naquele dia, o líder russo reconheceu que a Rússia é um país "atrasado", com 30 milhões de pobres, e que sofre um "atraso tecnológico" que pode ser "fatal" para o seu futuro.

O programa também deve incluir medidas para " melhorar as condições de habitação para ao menos 5 milhões de famílias por ano", e estabelecer metas nos âmbitos de saúde, educação, meio ambiente, produtividade, estradas e economia digital, segundo o site do Kremlin.

No fechamento de sua campanha eleitoral, Putin se reúne hoje em São Petersburgo com médicos e representantes de associações de pacientes para falar da situação da saúde na Rússia.

Segundo as últimas pesquisas, Putin ganhará as eleições presidenciais com mais de dois terços dos votos.

Em segundo lugar nas pesquisas está o candidato comunista, o empresário Pavel Grudinin, com 7%, seguido pelo veterano líder ultranacionalista, Vladimir Zhirinovsky, com 6%. EFE