Primavera começa no Rio com temperaturas mais baixas e chuva; confira

·3 minuto de leitura
Antes mesmo da chegada da primavera, árvores floridas na Avenida das Nações, em Botafogo

A primavera bate à porta, e além das flores, são esperadas temperaturas mais amenas para a estação, que começa nesta terça-feira, dia 22, às 10h31. O inverno vai embora deixando o sol escondido, com dias cinzentos e chuvosos nesta reta final — mudança que contribuiu para amenizar os efeitos da chegada da fumaça das queimadas do Pantanal. O cenário é diferente das temperaturas elevadas e o céu limpo que marcaram a estação, que teve registro de 40,4 graus em 12 de setembro na estação de Santa Cruz, segundo o AlertaRio.

A chegada da primavera, nesta terça-feira, deve seguir o padrão de temperaturas ainda mais baixas, com máxima de 23 graus e mínima de 18 graus, segundo o AlertaRio, e chuva fraca a moderada ao longo do dia. Já os ventos variam de forte a moderado.

— Como é típico, a primavera deve trazer chuvas mais frequentes. Inclusive, há previsão de volume significativo nesses primeiros dias da estação, no Rio. O alívio acontece a partir do dia 24, mas continua a chover ao longo da estação — adianta Mamedes Melo, meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

A expectativa é de aumento da umidade na Região Sudeste, onde o tempo tem sido quente e seco, de acordo com o Climatempo, se mantendo ao longo da estação. As chuvas tendem a ser mais frequentes no sul do estado em outubro, passando a pancadas no mês seguinte. Também em novembro as temperaturas devem ficar mais próximas da média. Com a proximidade do verão, a previsão para dezembro é de termômetros marcarem mais alto.

Queimadas do Pantanal

As chuvas, além de trazerem um refresco para as altas temperaturas até este sábado, amenizaram o efeito da fumaça do Pantanal no Rio. A expectativa era de que a fuligem transportada desde o centro-oeste do Brasil pudesse gerar a "chuva preta", em que partículas da precipitação e desta poluição se misturam, alterando a cor da água. Este cenário ocorreu no sul do país, mas no Rio de Janeiro foi aliviado pela melhora da qualidade do ar. A fumaça tem sido transportada em direção à região sudeste desde o fim da semana passada.

— E depois a fumaça avançou para São Paulo, na sexta-feira, e agora para o Rio. Mas como começou a chover, houve uma melhora da qualidade do ar por aqui e não percebemos tanto a chegada desse material particulado — explica a professora Renata Libonati, do departamento de Meteorologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Tempo nos próximos dias

Após a mudança neste domingo, com a frente fria, esta segunda-feira tem chuva e temperaturas em queda, de acordo com o AlertaRio. Os termômetros marcam entre a máxima de 28 e a mínima de 19 graus. A Marinha do Brasil informa que ondas de até 3 metros de altura podem atingir a orla das 9h desta segunda-feira às 9h desta terça-feira.

A temperatura se mantém baixa, com máxima de 23 graus e mínima de 18 graus, nesta terça-feira. As chuvas variam de fraca a moderada ao longo do dia. Os ventos vão de moderado a forte.

Na quarta-feira, o céu fica nublado a encoberto, com chuva fraca isolada a qualquer momento, com a temperatura estável, variando de 24 graus a 17 graus. Os ventos perdem força e variam de fraco a moderado.

A chuva vai embora na quinta-feira, mas o céu fica parcialmente nublado, com leve elevação na máxima dos termômetros, podendo chegar a 29 graus, e a mínima se mantendo em 17 graus. Na sexta-feira, as nuvens se dissipam ainda mais e o céu fica entre parcialmente nublado a claro. As temperaturas voltam a subir, com previsão de máxima de 32 graus e mínima de 19 graus. rio_tempo_21/09/2020

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos