Primeira visita do chefe do Pentágono a Israel para falar do Irã

·1 minuto de leitura
O secretário da Defesa dos EUA, Lloyd Austin

O secretário da Defesa dos Estados Unidos Lloyd Austin chegou neste domingo (11) em Tel Aviv para discutir a questão nuclear iraniana, na primeira visita a Israel de um alto funcionário do governo do presidente americano Joe Biden.

A visita de dois dias ocorre enquanto o governo Biden tenta retornar ao acordo nuclear com o Irã.

Austin foi recebido pelo seu homólogo israelense Benny Gantz no ministério da Defesa israelense.

"Trabalhamos com nosso aliado americano para garantir que qualquer acordo com o Irã proteja os interesses vitais do mundo e dos Estados Unidos, evitando uma perigosa corrida armamentista em nossa região, e que proteja o Estado de Israel", afirmou Gantz após a reunião, segundo um comunicado de seu gabinete.

"Teerã representa hoje uma ameaça estratégica para a segurança internacional, para o Oriente Médio e para o Estado de Israel", acrescentou.

Segundo outro comunicado, o reforço da cooperação com o Egito, Jordânia e os países do Golfo, mediada por Washington, assim como a cooperação militar entre os dois países, a colaboração no âmbito da inteligência em toda a região e a presença dos Estados Unidos no Oriente Médio foram outros dos assuntos tratados durante a reunião.

O secretário americano também está previsto para se encontrar com o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, visitar a base da Força Aérea de Nevatim e ao Memorial do Holocausto de Yad Vashem e a um monumento aos soldados mortos em Jerusalém.

Austin chega dias depois de os representantes das partes restantes no problemático acordo nuclear de 2015 iniciarem negociações em Viena sobre a reincorporação dos Estados Unidos.

O presidente Donald Trump se retirou do acordo em 2018.

dac-bs/par/mab/eg/aa