Primeiras vacinas da Covax chegarão à Venezuela nesta semana, afirma Maduro

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
O presidente venezuelano, Nicolas Maduro, remove sua máscara facial antes de uma entrevista coletiva com correspondentes da mídia internacional no Palácio Presidencial Miraflores em Caracas, em 16 de agosto de 2021 (AFP/Federico PARRA)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Venezuela receberá nesta semana um primeiro lote de vacinas do mecanismo Covax, anunciou o presidente Nicolás Maduro neste domingo (5).

“Esta semana chegam as primeiras vacinas (...) e esperamos que o mecanismo Covax se acelere para que em outubro entregue todas as vacinas para vacinar, segundo a estimativa, seis milhões de venezuelanos”, disse Maduro sobre o sistema da Organização Mundial da Saúde (OMS) para garantir a imunização contra a covid-19 nos países em desenvolvimento.

O presidente não deu mais detalhes sobre essa primeira remessa. No entanto, de acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) - escritório regional da OMS - cerca de 3,2 milhões de doses das vacinas chinesas Sinopharm e Sinovac compõem essa entrega inicial.

O pagamento de 120 milhões de dólares da Venezuela pelas vacinas da Covax foi cercado de polêmica, com atrasos que Caracas vinculou a sanções financeiras contra o país. Maduro chegou a dar um "ultimato" à Opas em julho: "Ou eles nos enviam as vacinas ou nos devolvem o dinheiro."

"O mecanismo da Covax estava sendo sabotado para nós", disse ele neste domingo. "Funcionários corruptos se prestaram a sabotar o mecanismo contra a Venezuela."

Segundo Maduro, na última quinta-feira a logística foi acertada entre a Opas e a vice-presidente, Delcy Rodríguez.

Maduro disse ainda que as vacinas russas Sputnik V chegarão na segunda-feira, após atrasos que impediram uma segunda dose para as pessoas que receberam a primeira.

O governo estima que 30% da população venezuelana, cerca de 30 milhões de habitantes, ja foi vacinada. A Venezuela reportou 339.255 casos de covid-19 e 4.086 mortes até este sábado.

erc/lda/gf/ic

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos