Primeiro alpinista cego chinês conclui escalada do Monte Everest

·1 minuto de leitura

MONTE EVEREST, Nepal (Reuters) - O chinês Zhang Hong, de 46 anos, escalou o pico mais alto do mundo pelo lado do Nepal e tornou-se o primeiro cego na Ásia e o terceiro cego no mundo a escalar o Monte Everest.

"Não importa se você é deficiente ou normal, se você perdeu a visão ou não tem pernas ou mãos, não importa. Contanto que você tenha uma mente forte, você sempre pode completar algo que outras pessoas disseram que você não pode fazer", disse Zhang à Reuters.

Zhang completou a façanha de subir 8.849 metros de altura no Himalaia no último dia 24 de maio, junto com três guias de alta altitude, e voltou ao acampamento-base na quinta-feira.

Nascido na cidade de Chongqing, no sudoeste da China, Zhang perdeu a visão aos 21 anos devido a um glaucoma.

Ele se sentiu inspirado por Erik Weihenmayer, um alpinista norte-americano cego que escalou o Everest em 2001, e começou a treinar sob a orientação de seu amigo, o guia Qiang Zi.

O Nepal reabriu o Monte Everest no mês de abril para estrangeiros, depois que ele havia sido fechado no ano passado por causa da pandemia de Covid-19.

"Eu ainda estava com muito medo, porque não conseguia ver por onde estava andando e não conseguia encontrar meu centro de gravidade, então às vezes caía", disse Zhang.

"Mas continuei pensando que, mesmo sendo difícil, eu tinha que enfrentar todas essas dificuldades. Este é um componente da atividade, existem dificuldades e perigos e esse é o significado da escalada."

(Por Muyu Xu em Pequim e Pak Yiu)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos