Primeiro ataque em Kherson desde retirada russa

Um depósito de combustível de Kherson foi atingido esta noite por mísseis, naquele que terá sido o primeiro ataque contra a cidade desde a retirada das tropas russas, há mais de uma semana.

O presidente ucraniano indicou que 50 por cento das infraestruturas energéticas do país estão atualmente danificadas.

Mas a chegada de um comboio este sábado a Kherson, o primeiro proveniente de Kiev em nove meses, é razão para celebrar para os residentes da cidade, que tentam retomar a normalidade com o fim da ocupação russa.

A população de Kherson passou de 300.000 pessoas antes da guerra para os atuais 80 mil.

No discurso quotidiano à nação Volodymyr Zelenskyy agradeceu o apoio manifestado pelo primeiro-ministro britânico. Rishi Sunak realizou uma visita surpresa à Ucrânia e prometeu ao presidente ucraniano uma nova ajuda do Reino Unido, na forma de equipamento militar.