Primeiro comboio de ajuda alimentar da ONU chega à região etíope do Tigré

Um comboio do Programa Mundial de Alimentos (PMA) entrou na região etíope de Tigré nesta quarta-feira (16), segundo a agência da ONU.

Este é o primeiro comboio desde que um acordo foi assinado no início de novembro para encerrar dois anos de conflito na região do norte da Etiópia.

Segundo o PMA, o comboio passou pela região vizinha de Amhara. Esta rota não é usada desde que uma ofensiva rebelde ocorreu fora de Tigré em junho de 2021.

Fontes humanitárias afirmaram que as forças e milícias de Amhara, que apoiaram o exército federal etíope contra os rebeldes do Tigré, não permitiam a passagem de ajuda até o momento.

A porta-voz do PMA, Claire Nevill, informou à AFP que o comboio de 15 caminhões é a primeira remessa a entrar em Tigré desde que o governo etíope e as forças rebeldes da região assinaram, no dia 2 de novembro, um acordo de paz em Pretória, África do Sul.

Os chefes militares das partes em conflito assinaram no sábado (12) um documento implementando este acordo, em específico para o desarmamento dos rebeldes, restabelecimento dos serviços e entrega de ajuda humanitária "livre" ao Tigré.

A retomada dos combates após uma trégua de cinco meses havia interrompido a chegada da maior parte da ajuda humanitária, já insuficiente, ao Tigré no final de agosto. A região estava praticamente isolada do mundo e sofrendo grande escassez de alimentos e remédios.

Antes dessa interrupção, os comboios utilizavam apenas uma rota que passava pela região de Afar, na fronteira com o leste do Tigré.

ayv/dyg/sva/jhd/mab/jvb/ms