Primeiro debate entre candidatos a premiê do Reino Unido tem críticas a Boris e China

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O primeiro debate direto nesta segunda-feira (25) entre Rishi Sunak e Liz Truss, candidatos a premiê no Reino Unido, foi marcado por ataques às políticas econômicas, menções à China e questionamentos sobre o papel de Boris Johnson, que anunciou sua renúncia do cargo no início do mês, no novo mandato.

Em meio a relatos de que Boris não descartou um retorno político, apesar de prometer deixar a função de premiê quando o vencedor for definido, os candidatos descartaram um novo cargo para ele no governo que podem assumir.

"Tenho certeza de que ele [Boris] será vocal, mas não fará parte do governo", disse Truss, atual secretária das Relações Exteriores, apesar de enfatizar que ela foi uma das primeiras defensoras do atual premiê durante a crise política que culminou na sua renúncia. Ela voltou a dizer que não deixou de ser leal a Boris pelo que chamou de "abandono do dever" caso faltasse com apoio.

Sunak, ex-titular da pasta de Finanças e um dos membros experientes da gestão Boris a renunciar no momento da crise, elogiou Johnson como "notável", mas disse que chegou ao "ponto de basta". "Achei que a conduta [de Johnson] não estava correta e claramente tínhamos visões diferentes sobre economia".

A maior inflação em 40 anos no Reino Unido estimulou debates ferozes no âmbito econômico. Sunak afirmou que as propostas da adversária não são conservadoras, indicando uma o que seria uma contradição já que Truss é chamada por apoiadores de "a nova dama de ferro", em referência à ex-primeira-ministra Margaret Thatcher, que adotou políticas liberais durante seu governo.

Ele criticou ainda a redução da carga tributária, uma das propostas centrais de Truss, ao dizer que a medida é pensada apenas para o curto prazo. A secretária das Relações Exteriores rebateu apontando o adversário como responsável pelo aumento de impostos ao nível mais alto em 70 anos. "Se seguirmos os planos de Rishi, vamos caminhar para uma recessão."

Ao ser cobrada por uma postura mais dura em relação à China, Truss afirmou que os últimos meses pediram laços bilaterais e econômicos mais próximos. Mesmo antes do embate, os dois candidatos já tinham trocado farpas sobre Pequim. Sunak afirmou no fim de semana que a adversária "estendeu por muito tempo o tapete vermelho" e ignorou o que seriam "atividades malévolas" do regime chinês. E disse acreditar que o país asiático representa "a maior ameaça o longo prazo" para o Reino Unido.

Este foi o primeiro de três debates em apenas 12 dias que serão transmitidos na televisão. Nos últimos dias, Truss vem aparecendo à frente nas pesquisas entre membros do Partido Conservador, que votarão para líder da sigla e, por tabela, o novo primeiro-ministro ou nova primeira-ministra.

O vencedor será escolhido pelos cerca de 200 mil membros do partido em votação realizada por correspondência que ficará aberta até 2 de setembro. O resultado deve ser divulgado três dias mais tarde.

Quem vier a ocupar o cargo vai ter de lidar com a disparada da inflação e o baixo crescimento econômico no Reino Unido, bem como a falta de confiança dos ingleses na política após o período de Boris no poder, marcado por uma sucessão de crises.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos