Primeiro eclipse solar de 2022 acontece neste sábado (30)

*ARQUIVO* São Paulo, SP, 21.06.2001 - Vista do primeiro eclipse solar do milênio, no bairro de Perdizes. (Foto: Evelson de Freitas/Folhapress)
*ARQUIVO* São Paulo, SP, 21.06.2001 - Vista do primeiro eclipse solar do milênio, no bairro de Perdizes. (Foto: Evelson de Freitas/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Acontece neste sábado (30) o primeiro eclipse solar do ano. No Brasil, será possível ver o fenômeno apenas no extremo sul do estado do Rio Grande do Sul, por volta das 17h40.

"Tecnicamente, será possível observá-lo no Brasil bem no final da tarde, no extremo do Rio Grande do Sul, bem próximo da fronteira com o Uruguai. Só que, na prática, será apenas uma 'mordidinha' no sol, imperceptível se você não estiver atento ao que está acontecendo", diz Cássio Barbosa, astrofísico do Centro Universitário FEI.

Josina Nascimento, astrônoma do Observatório Nacional/NCTI, explica que somente no extremo sul da América do Sul é que o fenômeno estará mais visível, cobrindo de 40% a 54% do sol.

"Quanto mais ao norte, menor será a 'mordidinha'. Então aqui, como o sol já vai estar muito baixo e noite estará chegando, a sombra será quase nula, não deve cobrir nem 20% do sol, sendo praticamente invisível", diz Josina.

Os interessados poderão acompanhar o eclipse a partir das 15h em um live que será realizada pelo Observatório Nacional em seu canal no Youtube com a participação da astrônoma.

"Vamos pegar um ou dois canais de observatórios internacionais que estejam transmitindo o eclipse. Eu farei a transmissão e comentários durante todo o período", conta Josina.

O próximo eclipse do sol acontecerá em outubro, mas também será parcial. Segundo os especialistas, ele ficará mais visível para os países situados na região norte do globo terrestre.

Eclipse Lunar Se poucos brasileiros poderão acompanhar o eclipse solar que acontece neste sábado (30), o cenário será bem diferente no eclipse lunar que acontecerá do dia 15 para o dia 16 de maio.

Segundo a astrônoma do Observatório Nacional, os brasileiros conseguirão acompanhar todas as fases do fenômeno.

"Ele vai ser visto do Brasil todo, do norte ao sul, e totalmente, ou seja, a gente vai ver todas as fases do eclipse com muita facilidade porque a lua vai estar bem alta", Josina.

O eclipse lunar acontece quando a Terra se posiciona entre o Sol e a Lua. Já no eclipse solar, a Lua é quem se posiciona a frente do sol projetando sua sombra sobre a Terra.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos