Primeiro infectado com coronavírus no Congresso, Nelsinho Trad tem alta, mas seguirá em repouso

Isabela Macedo

BRASÍLIA - Ainda em isolamento, o senador Nelsinho Trad (PSD-MS) reduziu o ritmo da rotina durante a recuperação. O senador teve alta no domingo, após passar cinco dias internado na capital federal para acompanhar a evolução do quadro por infecção pelo novo coronavírus. Mesmo após a alta, o senador não deve participar da votação remota do Senado, que vai analisar amanhã a Medida Provisória 899, que facilita a renegociação da dívida ativa.

Trad, que preside a Comissão de Relações Exteriores do Senado, foi o primeiro parlamentar a testar positivo para o novo Covid-19, após viajar com a comitiva presidencial para os Estados Unidos. Até o momento, 22 pessoas que viajaram com o presidente Jair Bolsonaro já receberam resultado positivo para infecção pelo novo vírus após retornar da viagem.

Poucos dias após o resultado positivo, o mato-grossense foi internado no hospital Sírio-Libanês em Brasília. Ele teve febre e foi detectada uma "pequena alteração" no pulmão e permaneceu em observação no hospital para acompanhar a evolução do quadro e controlar a febre.

De acordo com a assessoria do parlamentar, após receber alta, Trad permanece em repouso e isolado, evitando até mesmo conversar para se recuperar o mais breve possível. Ainda não há previsão para que o senador retome as atividades.