Primeiro-ministro britânico Sunak pede desculpas por não usar cinto de segurança, diz porta-voz

Primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak

LONDRES (Reuters) - O primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, pediu desculpas por um erro de julgamento depois de entrar em um carro e não usar o cinto de segurança para filmar um clipe para as redes sociais, disse um porta-voz de Downing Street nesta quinta-feira.

O clipe, onde Sunak discute a última rodada de financiamento do governo para "elevar" as comunidades em todo o país, foi amplamente compartilhado nas redes sociais enquanto Sunak se dirigia à câmera da parte de trás de seu carro sem usar cinto de segurança.

"Foi um breve erro de julgamento. O primeiro-ministro removeu o cinto de segurança para filmar um pequeno clipe", disse um porta-voz de Downing Street a repórteres na quinta-feira.

"Ele aceita plenamente que isso foi um erro e pede desculpas."

No Reino Unido, uma pessoa pode ser multada em até 500 libras se não usar o cinto de segurança, a menos que haja uma isenção, como para serviços de emergência, em um táxi ou quando o motorista está dando ré.

Questionado se Sunak tinha alguma isenção ao andar em um carro do governo, o porta-voz disse aos repórteres: "Foi um erro e ele se desculpou".

(Reportagem de Alistair Smout)