Primeiro-ministro do Peru renuncia após Congresso recusar pedido de voto de confiança

Congresso do Peru em Lima

LIMA (Reuters) - O presidente do Peru, Pedro Castillo, aceitou a renúncia de seu primeiro-ministro e vai reformular o ministério mais uma vez, anunciou ele na quinta-feira, em meio a uma longa batalha entre os poderes Executivo e Legislativo.

O ex-primeiro-ministro Aníbal Torres, um fiel aliado de Castillo, desafiou o Congresso controlado pela oposição a um voto de confiança na semana passada. Mas o Congresso se recusou a realizar tal votação na quinta-feira, dizendo que as condições para isso não foram atendidas.

"Tendo aceitado a renúncia do primeiro-ministro, a quem agradeço por seu trabalho em nome do país, renovarei o gabinete", disse Castillo em uma transmissão nacional de televisão.

O desafio do voto de confiança visava pressionar o Congresso em meio às tensas relações entre os dois poderes.

Os parlamentares da oposição buscaram duas vezes destituir Castillo, mas não conseguiram derrubá-lo, embora tenham conseguido demitir vários ministros.

"Peço ao Congresso que respeite o estado de direito, os direitos do povo, a democracia e o equilíbrio dos poderes do Estado", acrescentou Castillo.

(Reportagem de Marcelo Rochabrun)