Coronavírus: Primeiro morto em Israel era sobrevivente do Holocausto

A primeira vítima fatal do novo coronavírus em Jerusalém, em Israel, é um sobrevivente do Holocausto. Aryeh Even, de 88 anos, nasceu na Hungria e imigrou para Israel sozinho em 1949. O Centro Médico Shaare Zedek disse na sexta-feira que o idoso havia sido internado em estado muito grave com várias condições preexistentes. Apesar do tratamento intensivo, incluindo ressuscitação após uma insuficiência cardíaca, seu estado se deteriorou rapidamente e ele morreu, disse o hospital.

O idoso deixa quatro filhos, 18 netos e um bisneto. Em um comunicado, a família de Even disse que lamentava não poder estar ao lado dele nos momentos finais.

Leia também

“Ele era um homem querido e amado, vivendo uma vida plena, dedicado à sua família, um homem forte até o fim. Lamentamos ter passado seus últimos dias e momentos em que seus familiares foram impedidos de estar ao seu lado”, disse a família.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Even estava entre vários moradores da casa principal da Torre Nofim, em Jerusalém, que contraíram o vírus. De acordo com os últimos números do Ministério da Saúde divulgados no sábado, houve 883 casos confirmados de coronavírus em Israel, com 15 pessoas em estado grave.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.