Primeiro presidente da Ucrânia independente morre aos 88

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O primeiro presidente da Ucrânia no pós-Guerra Fria, Leonid Kravtchuk, morreu aos 88 anos em Kiev. Ele tinha a saúde debilitada, quadro agravado por um episódio sério de Covid-19 no ano passado.

Ele era o chefe efetivo da então república socialista em 1991, quando a pressão pela implosão da União Soviética aumentava, e foi instrumental para o processo. Naquele ano, ele comandou o referendo que decidiu pela independência da Ucrânia, acelerando o desmoronamento do império comunista.

A Ucrânia era a segunda república mais poderosa da URSS, atrás da Rússia. Kravtchuk, o russo Boris Ieltsin (1931-2007) e o belarusso Stanislav Chuchkévitch assinaram o acordo que na prática matou a União Soviética em 8 de dezembro daquele ano, pouco antes do fim formal do país. Chuchkévitch morreu há sete dias, aos 87 anos, em Minsk.

Kravtchuk governou de 1991 a 1994 e, depois, chegou a participar de tentativas de negociações de paz no Donbass, região russófona no centro da atual Guerra da Ucrânia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos