Primeiro soldado da Rússia julgado por crimes de guerra se declara culpado

Vadim Shishimarin é um militar da Rússia de 21 anos. Ele é acusado de matar um idosos de 62 anos na Ucrânia (Foto: AP Photo/Efrem Lukatsky)
Vadim Shishimarin é um militar da Rússia de 21 anos. Ele é acusado de matar um idosos de 62 anos na Ucrânia (Foto: AP Photo/Efrem Lukatsky)

Resumo da notícia

  • Soldado da Rússia assumiu a culpa por crimes de guerra cometidos na Ucrânia

  • Vadim Shishimarin tem 21 anos e está sendo julgado em Kiev

  • Militar russo passará por julgamento na quinta-feira (19)

Vadim Shishimarin, primeiro soldado da Rússia a ser julgado na Ucrânia por crimes de guerra desde o início da invasão, se declarou culpado nesta quarta-feira (18). Segundo informações da agencia France Press, ele reconheceu todas as acusações contra ele.

O jovem de 21 anos foi interrogado e questionado se admitia “sem ressalvas” todas as acusações, incluindo crimes de guerra e assassinato premeditado. Shishimarin disse que sim. O militar russo é acusado pela Procuradoria-Geral ucraniana de ter matado um idosos de 62 anos na região de Sumy, na Ucrânia.

O julgamento aconteceria nesta quarta-feira (18), mas havia muitas pessoas da imprensa no tribunal em Kiev. Por isso, houve a decisão de adiar a decisão do tribunal. A família do homem de 62 anos estava no tribunal e era esperado que eles testemunhassem.

A Rússia, por meio do porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, as acusações contra Vadim Shishimarin são “inaceitáveis”, “ultrajantes” e “encenadas”. Ao mesmo tempo, o país afirma que não tem detalhes sobre o caso do militar.

Denúncia

A Procuradoria-Geral da Ucrânia afirma que Shishimarin estava fugindo do exército russo e, por isso, ele e mais quatro colegas roubaram um carro. Quando estava fugindo, viram um morador da aldeia, que estava desarmado, e andava de bicicleta e falava ao telefone.

“Pela janela aberta do carro, com um rifle Kalashnikov, o réu disparou vários tiros na cabeça da vítima de 62 anos”, relatou a Procuradoria-Geral. “O homem morreu no local, a apenas alguns metros da sua própria casa.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos