Príncipe William revela ter sentido a presença de Diana no funeral dela

ADAM BUTLER / AFP

O príncipe William revelou pela primeira vez como sentiu a presença de sua mãe ao seu lado enquanto caminhava atrás do caixão dela no dia do funeral.

William, segundo na linha da sucessão, tinha 15 anos quando a princesa Diana morreu em um acidente de carro que completa 20 anos no dia 31 de agosto.

“Foi uma das coisas mais difíceis que já fiz, essa caminhada. Sentia que ela estava quase caminhando ao nosso lado para nos ajudar a passar por aquilo”, contou o príncipe em um documentário da BBC para lembrar a data.

Seu irmão, Harry, à época com 12 anos, lembrou-se de ser consolado por pessoas cujas “mãos estavam molhadas por causa das lágrimas que acabavam de derramar”.

Recentemente, os príncipes quebraram o silêncio sobre a morte da mãe. Harry revelou ter procurado ajuda psicológica após enfrentar dois anos de “caos total” pela perda.

O caçula de Charles e Diana já tinha falado sobre o dia do funeral de Diana numa entrevista publicada pela revista “Newsweek” em junho:

“Minha mãe tinha acabado de morrer, e tive que acompanhar aquele caixão, cercado de milhares de pessoas e tantas outras vendo pela TV. Acho que ninguém deveria pedir para uma criança fazer isso”, declarou.

O documentário será exibido em 27 de agosto e trará entrevistas com aqueles que estiveram no olho do furacão nos dias após a morte da princesa, incluindo seus filhos e irmãos, membros da família real e o ex-primeiro-ministro Tony Blair.