Prioridade da Câmara agora tem que ser coronavírus e não conflitos no governo e impeachment, diz Maia

.

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta terça-feira que a prioridade da Casa é combater os efeitos da crise do coronavírus e que os conflitos entre o presidente Jair Bolsonaro e o ex-ministro da Justiça Sergio Moro não resultam necessariamente no andamento de um processo de impeachment.

Maia tem defendido que a crise política seja deixada de lado, mesmo após a polêmica demissão de Moro, que saiu do governo acusando Bolsonaro de tentar interferir politicamente na Polícia Federal, entre outras irregularidades.


(Reportagem de Maria Carolina Marcello)