Prisão para deputados que agrediram colega no Senegal

Dois deputados da oposição no Senegal foram condenados a seis meses de prisão por terem agredido Amy Ndiaye, uma deputada grávida, na Assembleia Nacional, no início de dezembro.

Na origem das agressões estão declarações da deputada sobre Moustapha Sy, líder de um membro da principal coligação da oposição e um religioso influente no país

As imagens que circularam nos meios de comunicação mostram um dos deputados a esbofetear Amy Ndiaye e o outro a dar-lhe um pontapé no estômago, durante uma sessão publica da Assembleia.

Amy Ndiaye foi hospitalizada depois do incidente e, segundo o seu advogado, corre o risco de perder o bebé.