Priscila Fantin relembra diagnóstico de depressão durante novelas: "Zero informação"

Priscila Fantin (TV Globo / Zé Paulo Cardeal)
Priscila Fantin (TV Globo / Zé Paulo Cardeal)

De volta às telas da Globo na terceira reprise de "Chocolate com Pimenta", Priscila Fantin relembrou uma época difícil em sua carreira. Emendando trabalhos na televisão e sem tempo para cuidar da saúde física e mental, ela foi diagnosticada com depressão.

"É muito difícil você reconhecer que está em depressão. Eu não sabia porque não tinha informações sobre a doença. É importante a gente falar cada vez mais e trazer esclarecimentos. Temos que acabar com esse preconceito de que quem faz terapia é maluco e, principalmente, de que quem precisa tomar remédio para a cabeça funcionar também é. É preciso naturalizar isso", contou ela para o jornal "O Globo".

Após o diagnóstico, a atriz começou o tratamento e explicou que passou a se conhecer melhor. "É o processo mais difícil, longo e doloroso para qualquer ser humano. Temos que parar de apontar o dedo para fora e apontar para nós mesmos. Parar de encontrar justificativas para os nossos problemas no externo e saber que eles vêm de dentro da gente. Nos responsabilizarmos pelas nossas escolhas. Enfim, parar de enxergar os nossos defeitos para conseguir fazer o nosso caminho de autoconstrução. Porque só assim a gente consegue se amar o suficiente para poder conviver e amar outras pessoas".

Priscila está afastada da TV desde 2018, quando gravou a série "Rio Heroes", e tem priorizado sua carreira no teatro. "Não tenho planos de voltar, mas também nada contra. A questão é que passei por algumas situações na minha vida que me fizeram priorizar minha autonomia. Os trabalhos têm que conseguir conversar com essa forma de lidar com o meu ritmo, prezar minha saúde mental".