Privatização do porto de Santos deve sair ainda em 2021

·1 min de leitura
Containers in line to be loaded at a cargo terminal at the Port of Santos, in Santos, Brazil September 16, 2021. REUTERS/Carla Carniel
Terminal do porto mais movimentado da América Latina (Reuters)
  • 2021 registrou 54 leilões, segundo membro do governo

  • Privatização do porto pode render R$ 16 bi

  • Em 2022, a ideia é ter um leilão a cada quatro dias

A privatização do porto de Santos, o maior da América Latina, deve sair ainda em 2021. A informação foi dada por Leonardo Maciel, secretário de Parcerias em Transportes do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), durante o Fórum EXAME Infraestrutura, Cidades e Investimentos nesta terça-feira.

Leia também:

"Esse ano de 2021 tivemos 54 leilões, pensando que estamos em um momento de pandemia. Neste ano ainda teremos o leilão da BR-381, que liga o Rio de Janeiro a Belo Horizonte, e os terminais do porto de Santos. A expectativa é de ter ainda neste ano”, disse Maciel.

Negócio pode render R$ 16 bilhões

O edital de privatização deve contemplar melhorias nos acessos ao porto e permitir receber navios maiores, além da construção de um túnel submerso para ligar Santos ao Guarujá, projeto discutido há anos. O Ministério da Infraestrutura calcula que a privatização possa render R$ 16 bilhões.

No mesmo painel, Pedro Bruno, superintendente da Área de Governo e Relacionamento Institucional do BNDES, falou que em 2022 estão previstos mais de 90 leilões. "Isso dá uma média de um leilão a cada quatro dias. Com esse grande volume de projetos, temos a convicção de que vai ser uma grande alavanca para a economia brasileira", disse.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos