Processo de adesão da Ucrânia à UE no bom caminho

Processo de adesão da Ucrânia à UE no bom caminho

A Ucrânia caminha a passos largos em direção ao bloco europeu. Na terceira visita a Kiev, desde o início da invasão da Rússia em fevereiro, a presidente da Comissão Europeia afirmou que o processo de adesão está no bom caminho. Ursula von der Leyen assegurou ao presidente ucraniano que o trabalho para abrir as portas do Mercado Comum Europeu à Ucrânia está a ser feito.

"O processo de adesão está bem encaminhado. É impressionante ver a velocidade, a determinação, a exatidão com que estamos a progredir. Em paralelo, concordámos que temos de trabalhar tanto quanto possível para garantir que a Ucrânia tenha mais negócios e mais rendimentos e, assim, o acesso sem descontinuidades ao Mercado Único Europeu é possível para a Ucrânia", afirmou von der Leyen.

Este é um ponto importante para Volodymyr Zelenskyy que agradeceu o apoio económico e militar da União Europeia e aproveitar para afirmar que a Ucrânia pode ajudar o bloco a mitigar a crise energética.

"Teremos desafios difíceis durante o inverno e temos de trabalhar em conjunto. A União Europeia pode receber eletricidade barata da Ucrânia e isso vai ajudar as sociedades do bloco. Em troca, a Ucrânia pode obter rendimentos para o seu orçamento, o que nos ajudaria num período tão difícil para pagar salários e pensões", disse.

Ursula von der Leyen agradeceu os sacrifícios feitos pelos ucranianos na defesa da liberdade e da democracia, e deixou em Kiev a garantia que a União Europeia apoia a Ucrânia, na guerra contra a Rússia, "durante o tempo que for preciso".