Processo contra Bob Dylan por abuso sexual de menor é arquivado

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Bob Dylan em cerimônia para Presidential Medal of Freedom do ex-presidente Barack Obama. (Foto: Christy Bowe/ImageCatcher News Service/Corbis via Getty Images)
Bob Dylan em cerimônia para Presidential Medal of Freedom do ex-presidente Barack Obama. (Foto: Christy Bowe/ImageCatcher News Service/Corbis via Getty Images)

O processo que Bob Dylan respondia por assédio sexual contra uma menor de idade foi arquivado. O caso teria acontecido no ano de 1965.

A própria vítima desistiu do processo após ser acusada pelos advogados do músico de destruir evidências, segundo o site "Billboard". Identificada apenas como JC, ela acusou o cantor de lhe abusar sexualmente entre abril e maio de 1965, quando ela tinha apenas 12 anos de idade. A mulher alega que o crime teria ocorrido no quarto do artista no Chelsea Hotel, em Nova York, quando Bob Dylan teria entre 23 e 24 anos.

A acusação indicava que ele "explorou seu status de músico ao preparar JC para ganhar sua confiança e obter controle sobre ela como parte de seu plano de molestar e abusar sexualmente de JC".

De acordo com o site norte-americano, ela não teria entregue e-mails e mensagens de texto dentro do prazo determinado pelo tribunal no país. O pedido de arquivamento do processo ocorreu durante audiência na última quinta-feira (28). Ela também já havia dispensado seus representantes legais que estavam trabalhando no caso.

“Este caso está encerrado. É escandaloso que tenha sido trazido em primeiro lugar. Estamos satisfeitos que o demandante tenha abandonado essa farsa conduzida pelo advogado e que o caso tenha sido encerrado com prejuízo", declarou Orin Snyder, advogado de Bob Dylan, em nota.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos