Procon-SP: aéreas terão de explicar política de preços adotada em Viracopos

·1 minuto de leitura
Airbus a330 200 of Azul Linhas Aereas at Viracopos Campinas Airport, Sao Paulo Brazil
Dependendendo da explicação, companhias aéreas poderão ser multadas em R$ 10 milhões
  • Companhias aéreas que atuam no aeroporto de Viracopos serão notificadas pelo Procon-SP

  • Elas terão de explicar o porquê das diferenças de preços em relação a outros aeroportos de São Paulo

  • Multa pode ser de R$ 10 milhões

O Procon-SP anunciou nesta quarta-feira (19) que notificará as companhias aéreas que atuam no aeroporto internacional de Viracopos, em Campinas (SP) para pedir explicações sobre diferenças de preços das passagens em relação aos aeroportos de Congonhas e Cumbica. Os dois últimos ficam em São Paulo e Guarulhos (SP), respectivamente.

Leia também:

Latam, Gol e Azul terão dez dias para se manifestar e apresentar uma planilha de custos que justifique as diferenças de valores.

Multa

“Dependendo da análise do material apresentado elas poderão ser convocadas para uma audiência junto a fundação, caso seja constatada prática abusiva, poderão ser multadas em até R$ 10 milhões”, afirma Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP.

O problema foi apresentado à instituição pelos 20 prefeitos da Região Metropolitana de Campinas em reunião do Conselho de Desenvolvimento na última terça-feira (18).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos