Procon-SP pede esclarecimentos ao BC sobre dados de chaves Pix vazados

·1 min de leitura
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 11.01.2022 - Fachada do prédio do Banco Central, em Brasília. (Foto: Antonio Molina/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 11.01.2022 - Fachada do prédio do Banco Central, em Brasília. (Foto: Antonio Molina/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Procon-SP encaminhou nesta segunda-feira (24) um ofício ao Banco Central em que pede esclarecimentos sobre o vazamento de dados pessoais de mais de 160 mil chaves Pix que estavam sob a guarda e a responsabilidade da Acesso Soluções de Pagamento.

A ocorrência do incidente na segurança foi anunciada na sexta-feira (21). De acordo com uma nota do BC, entre os dados potencialmente expostos estão nome do usuário, CPF, instituição de relacionamento e número de agência e conta de 160.147 chaves Pix.

O episódio ocorreu entre 3 e 5 de dezembro de 2021.

A autoridade monetária também informou que não foram expostos dados sensíveis, como senhas, informações de movimentações ou saldos financeiros em contas ou outras informações sob sigilo bancário.

No ofício, o Procon-SP pede que o BC informe qual a relação jurídica que mantém com a empresa e quantos usuários no estado de São Paulo foram afetados pelo vazamento.

Além disso, a entidade também questiona se já há registro de prejuízos sofridos em razão do ocorrido e qual plano de ação será adotado pelo BC para evitar a utilização indevida dos dados vazados.

Este não é o primeiro caso do tipo. Em setembro do ano passado, o BC informou vazamento de dados de chaves Pix sob a responsabilidade do Banese (Banco do Estado de Sergipe).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos