Procurador-geral adjunto e promotor são baleados na sede do MP em Natal

Alex Rodrigues – Repórter da Agência Brasil

Um servidor do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) baleou o procurador-geral adjunto do estado, Jovino Pereira da Costa Sobrinho, e o promotor de Justiça Wendell Beetoven Ribeiro, lotado no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). O crime ocorreu por volta das 10h30 de hoje (24), na sede do MPRN, em Natal.

Segundo a assessoria do Ministério Público, o autor dos disparos é Guilherme Wanderley Lopes da Silva, servidor concursado do órgão que trabalhava como assessor de uma procuradoria. A assessoria não soube informar se Silva estava de serviço ou não.

De acordo com relato de testemunhas, Silva ingressou na sala onde o procurador-geral e o promotor participavam de uma reunião administrativa e, bastante exaltado, sacou a arma e disparou a esmo.

Sobrinho foi atingido no tórax. Um dos tiros atingiu Beetoven Ribeiro pelas costas. Os dois foram levados para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho. De acordo com a assessoria do Ministério Público, inicialmente o quadro de ambos foi considerado estável.

O autor dos disparos conseguiu fugir e, até as 14h15, estava foragido. A Polícia Militar não se pronunciou sobre a ocorrência. Ainda não se sabe o que pode ter motivado o crime.