Procuradores dos EUA querem penas de prisão mais longas para agitadores de ataque ao Capitólio

·1 min de leitura
Apoiadores do ex-presidente dos EUA Donald Trump entram em choque com a polícia em protesto no Capitólio, Washington, EUA

Por Jan Wolfe

WASHINGTON (Reuters) - Procuradores dos Estados Unidos estão pleiteando as punições mais rigorosas até o momento para participantes do ataque mortal de 6 de janeiro ao Capitólio, e pedem que os juízes usem como exemplo um homem filmado esmurrando um policial e outro que invadiu a câmara do Senado usando um cocar com chifres.

Em uma audiência desta quarta-feira, advogados do governo pedirão a um juiz que imponha uma pena de 44 meses de prisão a Scott Fairlamb, um ex-lutador de artes marciais mistas de Nova Jersey que em agosto se declarou culpado de agredir um policial.

Ele foi filmado pelas câmeras corporais de policiais gritando com os agentes e depois empurrando um e esmurrando outro no rosto.

Ele deve receber uma sentença do juiz distrital Royce Lamberth em Washington às 16h locais.

Separadamente, procuradores recomendaram em documentos registrados no final da noite uma pena de quatro anos e três meses a Jacob Chansley, que participou dos ataques de 6 de janeiro com o apelido "QAnon Shaman".

Lamberth, que também trata do caso Chansley, decretará sua sentença no dia 17 de novembro.

Em um documento legal, o advogado de defesa de Fairlamb pediu ao juiz que "leve em consideração os cerca de 11 meses que o acusado já passou sob custódia" e que não aumente seu tempo de prisão.

Cerca de 700 pessoas já foram acusadas de participar dos episódios de violência no Capitólio, quando apoiadores do ex-presidente Donald Trump enfrentaram a polícia, quebraram janelas e percorreram o edifício na tentativa de reverter sua derrota eleitoral.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos