Procuradoria diz que Mubarak deve deixar hospital e voltar à prisão

Mubarak aparece debilitado em julgamento no dia 2 de junho de 2012, no Cairo. (Foto AP)Cairo, 16 jul (EFE).- A Procuradoria Geral do Egito ordenou nesta segunda-feira que o ex-presidente Hosni Mubarak retorne à prisão após apresentar melhora em seu estado de saúde, informou a agência de notícias estatal "Mena".

Leia mais:
Com foco no Egito, Hillary faz 1a visita a Israel desde 2010
Hillary pede a Israel para atuar unidos neste momento de incerteza
Hillary é chamada de 'Monica' por manifestantes egípcios

Segundo a agência, o procurador-geral Abdelmeguid Mahmoud ordenou que Mubarak deixe o hospital militar de Maadi, onde deu entrada em 19 de junho após sofrer uma trombose, e retorne à penitenciária de Tora, onde cumpre pena perpétua por sua participação na morte de milhares de manifestantes durante a revolução egípcia.

Adel Said, porta-voz da promotoria, explicou que Mahmoud ordenou, em 4 de julho, a formação de uma comissão médica para examinar o estado de saúde do ex-chefe de Estado e estudar uma possível mudança para a prisão para que lá cumprisse sua pena.

Após analisar o estado clínico de Mubarak, de 84 anos, a comissão decidiu por unanimidade que a saúde do ex-mandatário é estável. Por esse motivo, o comitê resolveu que não existe justificativa para que Mubarak permaneça no hospital militar de Maadi, no sul do Cairo, ou em qualquer outro centro de saúde fora da prisão, indicou Said.

O porta-voz disse que a procuradoria informou a decisão ao Ministério do Interior e à administração penitenciária para que sejam adotados os passos necessários para o retorno de Mubarak à prisão e garantir o acompanhamento e o atendimento médico que necessite.

Mubarak chegou à penitenciária de Tora no dia 2 de junho, após ser condenado a prisão perpétua por cumplicidade na morte de manifestantes durante as revoltas que levaram à sua renúncia, em fevereiro de 2011.

Desde sua entrada na prisão, a saúde de Mubarak começou a se deteriorar, e durante sua estadia em Tora, teve que ser atendido em diversas ocasiões.

Em abril de 2011, Mubarak foi internado em um hospital de Sharm el Sheikh (na Península do Sinai), após sofrer um ataque cardíaco no mesmo dia que foi interrogado e detido. EFE

Carregando...

Siga o Yahoo Notícias