Procuradoria Eleitoral de SP diz que Paulinho da Força está inelegível

***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, 28.08.2022 - Paulinho da Força, deputado federal e presidente nacional do Solidariedade. (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, 28.08.2022 - Paulinho da Força, deputado federal e presidente nacional do Solidariedade. (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Procuradoria Regional Eleitoral em São Paulo afirma que o deputado federal Paulinho da Força (Solidariedade) está inelegível e não pode disputar a reeleição em 2022. No entendimento do órgão, a condenação do parlamentar pela Primeira Turma do STF em 2020 impede o deferimento do registro de sua candidatura.

Paulinho, presidente nacional do Solidariedade, foi condenado por prática de crime contra o sistema financeiro nacional, lavagem de dinheiro e associação criminosa. No processo, o parlamentar argumenta que não há causa de inelegibilidade, pois ainda há recursos pendentes.

A Procuradoria diz que, no caso dos supostos crimes cometidos por ele, o fato de a decisão do STF ter sido colegiada é suficiente para caracterizar a inelegibilidade.

O Tribunal Regional Eleitoral ainda não deu uma decisão. Procurado pelo Painel, o deputado não se manifestou.