Procuradoria peruana pede vídeos de reuniões do presidente Castillo durante campanha

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Jornalistas tentam entrevistar funcionários que saem da casa usada pelo presidente do Peru, Pedro Castillo, durante sua campanha eleitoral no populoso distrito de Breña, em Lima, em 11 de janeiro de 2022 (AFP/Cris BOURONCLE)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Pedro Castillo
    Político peruano, Presidente do Peru

A procuradoria peruana pediu nesta terça-feira (11) vídeos de reuniões do presidente peruano, Pedro Castillo, em uma casa onde ele se hospedou durante sua campanha eleitoral em Lima, como parte de uma investigação sobre supostas irregularidades em um processo de licitação estatal.

Os funcionários chegaram à casa no distrito de Breña, em Lima, onde Castillo teria realizado reuniões com diversas pessoas e empresários em 19 de novembro de 2021.

A equipe de procuradores entregou notificações e pediu as imagens das câmeras de segurança sem editar na data em que Castillo teria mantido as reuniões.

A operação foi realizada como parte das investigações sobre a licitação pública para a construção de uma ponte veicular sobre o rio Huallaga, na região de San Martín, norte do Peru, por um montante equivalente a 58,1 milhões de dólares.

Castillo é acusado de supostamente ter "intervindo – indevida e indiretamente" no processo.

Mas a investigação ficou suspensa até que Castillo conclua seu mandato de cinco anos, em 2026, pois o presidente tem "imunidade absoluta que transcende o âmbito processual penal" no Peru.

Estariam envolvidos no caso a empresária Karelim López e Bruno Pacheco, ex-secretário-geral do Palácio de Governo.

Castillo, no poder desde 28 de julho, derrotou por estreita margem a direitista Keiko Fujimori no segundo turno das eleições presidenciais.

cm/et/gm/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos