Procurados pela Interpol, irmãos brasileiros são deportados dos EUA e presos no Aeroporto de Confins

Fugitivos da Justiça brasileira pelos crimes de roubo e latrocínio, os irmãos Deivide e James Lino-Ribeiro, de 32 e 28 anos, foram capturados pelas autoridades americanas na cidade de Everett, em Massachusetts. Deportados nesta semana, foram presos ao aterrissarem no Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte, nesta sexta-feira segundo a Polícia Federal.

A dupla foi detida no dia 13 de maio por agentes do Departamento de Imigração e Costumes dos Estados Unidos, que atendiam a um pedido da Interpol. Segundo os EUA, os dois entraram ilegalmente no país em meados de 2017.

De acordo com a PF, os irmãos cometeram uma série de crimes utilizando uma motocicleta e arma de fogo.

Em 2014, na cidade mineira de Mantena, um assalto cometido pela dupla terminou na morte de uma pessoa em um posto de gasolina, alvejado por disparos de Deivide. O irmão, James, foi condenado por participação no roubo.

Eles deverão cumprir 36 e 19 anos de prisão cada um. Ao chegarem no Brasil, nesta manhã, foram submetidos ao exame de corpo de delito e levados para a Penitenciária Nelson Hungria.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos