Produção de motocicletas cresce 17,9% em agosto

Logo Agência Brasil
Logo Agência Brasil

Segundo a associação, este é o melhor resultado para agosto desde 2013, quando foram entregues 157.854 motocicletas.

O presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, avalia que essa produção deve se refletir nas vendas no varejo em setembro.

Notícias relacionadas:

Para o ano, a projeção da Abraciclo é produzir 1,320 milhão de motocicletas, uma alta de 10,5% no comparativo com o ano anterior.

Em relação às vendas no varejo, foram emplacadas 118.545 unidades, que representa uma alta de 15,7% na comparação com o mesmo mês de 2021 (102.463 unidades). Na comparação com o mês anterior, a alta é de 10,3%, quando foram emplacadas pouco mais de 107,4 mil motocicletas. O modelo mais comprado foi o Street, com 57.791 motocicletas e 48,8% de participação no mercado. Em seguida, estão o modelo Trail, com 22.637 unidades, e a Motoneta, com 17.844.

Por região

O Sudeste foi a região que mais emplacou veículos, com 45.944 motocicletas, o que equivale a 38,8% do mercado. Em segundo está o Nordeste, com 34.405 unidades e 29% do mercado. Em seguida está o Norte (15.267), Centro-Oeste (11.511) e Sul (11.418).

No acumulado do ano, as três primeiras posições se mantêm: Sudeste (334.868), Nordeste (254.903) e Norte (105.434). O Sul ocupa a quarta posição, com 85.243 motocicletas, e o Centro-Oeste na quinta, com 82.161 unidades.

Exportações

Foram exportadas 7.807 motocicletas em agosto, um volume 39,2% maior que o registrado em agosto do ano passado, quando 5.607 unidades foram negociadas. Na comparação com julho, o aumento é de 57,3%, pois o mercado externo adquiriu 4.962 motocicletas.

O principal mercado é a Colômbia, com aquisição de 1.436 unidades, ou 25,7% do total embarcado. Os Estados Unidos ocupam a segunda posição, com 1.386 unidades, seguidos pelo Canadá (926).