Produtora de games Ubisoft eleva previsão de baixa contábil, piora a de receitas

Ubisoft

Por Mathieu Rosemain

PARIS (Reuters) - A Ubisoft está elevando sua estimativa de baixa contábil para 500 milhões de euros e cortando a meta de receita para o ano após encerrar 2022 com vendas mais fracas do que o esperado, disse a fabricante francesa de videogames nesta quarta-feira.

A Ubisoft disse que a deterioração da economia, marcada por menores gastos com bens não essenciais, explica a aceleração da depreciação, anteriormente prevista em 400 milhões de euros.

O grupo também está adiando o lançamento de seu jogo "Skull and Bones" e planeja cortes de custos de 200 milhões de euros em dois anos, inclusive com redução de pessoal, disse o diretor financeiro Frederick Duguet a jornalistas.

Duguet se recusou a detalhar o tamanho da redução de pessoal. Agora, a empresa espera que as reservas líquidas para o ano caiam mais de 10%, ante meta anterior de crescimento de 10%. O ano fiscal da Ubisoft termina em 31 de março.

"Houve gastos significativamente mais fracos no período crucial de vendas", disse Duguet na teleconferência.

"As maiores marcas conquistaram uma participação de mercado maior do que o esperado, o que levou a menos gastos com outros jogos", acrescentou Duguet.

A Ubisoft estima lucro operacional de cerca de 400 milhões de euros para o ano fiscal de 2023-2024, depois de levar em consideração o ambiente econômico menos favorável.