Produtores rurais da Bahia sofrem com falta de acesso e temem estiagem após a chuva

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As fortes chuvas que atingem a Bahia, principalmente o sul do estado, dificultaram o acesso dos produtores rurais às plantações. Além dos alagamentos, estradas e pontes foram destruídas.

Segundo Suzana Viccini, presidente do Mulheres do Agro Oeste da Bahia, as chuvas impossibilitaram a aplicação de defensivos e prejudicaram a floração.

"Se conseguirmos aplicar, vai tudo para o solo e não para a planta", afirma. Produtores projetam queda significativa na próxima colheita.

Os agricultores temem ainda que ocorra uma forte estiagem após as tempestades, retardando a recuperação das plantações.

Odacil Ranzi, presidente da Aiba (Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia) diz que, no momento, os esforços estão todos voltados a atender os mais atingidos pelas chuvas, levando alimentos, roupas e produtos de higiene. Depois, afirma Ranzi, o foco será montar uma força tarefa para recuperar as plantações perdidas.

As tempestades são reflexo do fenômeno climático La Niña e do aumento da temperatura das águas no oceano Atlântico. Apesar de comuns nesse período do ano, os temporais registram intensidade e duração atípicas. A Bahia segue em estado de alerta, já que há previsão de mais chuva nos próximos dias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos