Professor drag já foi "montado" para aula e fala sobre desafios da educação

O professor paraibano Luis Lima ganhou destaque nacional em 2017, quando foi montado como drag queen para dar aulas na escola. Os mesmos alunos que ficaram surpresos e o apoiaram na época hoje são os inscritos que acompanham seu canal de Youtube, o Delta Drag.

Lá, a Friday fala sobre diversos ângulos da educação no Brasil. “Minha ideia inicial era de dialogar com pares, dialogar com profissionais da educação, mas também dialogar com jovens, com adolescentes”, explica.

Veja também

Entre os temas abordados, o gap educacional gerado pela pandemia ganhou relevância nos últimos vídeos. “os meus estudantes não vão ter as mesmas oportunidades sociais que eu tive porque essa pandemia tá abrindo um abismo de desigualdade social absurdo que a gente não sabe em quanto tempo vai reparar”, afirma.

Como o professor que faz tudo, do roteiro à edição, o conteúdo está num momento de hiato: Luis está terminando um doutorado na Finlândia, mas deve voltar ao Brasil no final do ano.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Xenofobia na Finlândia

“Eu saio do Brasil, onde eu lido desde a minha infância com homofobia, pra lidar com xenofobia e racismo num nível absurdo. As pessoas muitas vezes supervalorizam estar fora do Brasil e aqui estou eu. Não arrependido, mas com vivências que eu pensei que jamais teria”, revela o professor.

Segundo Luis, o racismo enfrentado no país é sutil, mas aparece nas pequenas coisas. “Pessoas que não são finlandeses, a forma como as pessoas abordam as outras no sentido de... É um tantoagressivo. Você frequentemente presencia diálogos que começam partindo de ‘você é da onde?’, como se isso resumisse quem eu sou ou dissesse algo sobre mim.“

A série "Agora Ela Foi Longe Demais"

A nova série em vídeo do Yahoo traz perfis de quatro drags influencers que vão além do que as pessoas esperam das drags, como perfomances na música e dança. Elas ainda utilizam sua influência para tratar de temas importantes, como aceitação, educação, política e mais.

O nome é inspirado no meme que ironiza os críticos da cantora Pabllo Vittar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos