Professor se recusa a tirar adesivo "Bolsonaro Genocida" de carro em Goiás

Homem foi legado a delegacia, mas polícia teria recusado flagrante

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos