Professora é encontrada morta após sair de casa para visitar a mãe, em SP

O corpo de uma professora de 26 anos foi encontrado na manhã desta segunda-feira, em São Paulo, perto de um córrego na zona leste da capital paulista. A vítima foi identificada como Ellida Ferreira. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Cinco meses de detenção: Dona de canil é condenada por maus-tratos contra 1.708 cães resgatados por Luisa Mell

'Pablo Escobar brasileiro': Espanha acusa traficante de simular própria morte e quer julgá-lo

Ellida estava desaparecida desde sábado, por volta das 20h. Ela foi vista pela última vez ao sair de casa para ir à Campinas visitar a mãe. No entanto, a professora não chegou ao destino.

Parentes de Ellida publicaram pedidos de informações que pudessem levar ao paradeiro da professora. Mas na manhã de ontem um irmão da vítima confirmou a morte. "Obrigado a todos que compartilharam. Minha irmã foi encontrada sem vida, que a justiça de Deus seja feita", escreveu.

Ellida era casada e tinha um filho recém-nascido. " Dou minha palavra, enquanto eu tiver com vida vou clamar por justiça, meu amor, Vou te amar eternamente, minha morena", acrescentou o irmão da vítima.

Em nota, a Polícia Civil de São Paulo informou que o caso é investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). O corpo da vítima passará por exames no Instituto de Criminalística (IC) e no Instituto Médico Legal (IML).