Professora cria curso pré-vestibular em Libras

Leonardo Sodré
·2 minuto de leitura
Divulgação / Sinaliza Enem

NITERÓI — Para ajudar estudantes surdos a entrar na universidade através do Enem em Libras, versão do exame promovido pelo Inep desde 2017, a professora niteroiense Bruna Enne criou durante a pandemia uma plataforma on-line com aulas ministradas na Língua Brasileira de Sinais. O Sinaliza Enem é um pré-vestibular totalmente em Libras, com foco em matemática, física, química, biologia, geografia e redação.

O acesso às videoaulas, que são disponibilizadas progressivamente por meio de um plano de estudos, é feito por uma taxa de R$ 240 por disciplina, no site sinalizaenem.wixsite.com/website. O pacote de redação custa R$ 400 e dá direito a avaliações sistemáticas dos textos por professores. Bruna Enne diz que o curso é concebido especialmente para alunos surdos, e não uma simples adaptação de aulas em português.

— Não é uma tradução; é uma outra abordagem, especificamente para os alunos surdos. E o curso não é formado por turmas; cada aluno tem seu ritmo. Nós enviamos um planejamento de acordo com a rotina do estudante para que ele possa se organizar e consiga completar todas as aulas até o dia da prova do Enem — explica.

Além das aulas gravadas pela professora, no pré-vestibular são disponibilizados questões e exercícios resolvidos, com correção comentada e acompanhamento individual por vídeo. A metodologia e o vocabulário utilizados nas aulas são estudados a partir dos exames de anos anteriores do Enem em Libras. Na disciplina de redação, os alunos fazem os textos em português, no formato exigido pelo Enem, e recebem a correção por escrito e através de um vídeo em Libras. Segundo Bruna, a língua de sinais facilita a compreensão dos alunos.

— Em Libras, o aluno tem entendimento mais claro dos seus erros, para poder corrigi-los, e também dos seus acertos —afirma.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)