Programação on-line do Dia Nacional do Livro Infantil tem peças e filmes inspirados em clássicos e dicas de obras; confira

Gabriela Germano e Luana Santiago
·5 minuto de leitura

A programação do Dia Nacional do Livro Infantil, comemorado no domingo, já começa amanhã e tem de tudo um pouco. Além de novidades literárias (veja abaixo alguns lançamentos), há ainda exibições de peças inspiradas em grandes títulos infantis e até um concerto de música clássica em homenagem a Monteiro Lobato, cujo aniversário de nascimento é em 18 de abril.

— Celebrar este dia é valorizar os autores do gênero, que trazem muita alegria para nossos pequenos — afirma o maestro Vinícius Louzada.

As produções culturais inspiradas em livros infantis não destacam somente a importância da data. Para Carol Machado, atriz de ''Ah, se La Fontaine estivesse por aqui...'', elas também incentivam a criançada a desenvolver o hábito da leitura na infância.

— Teatro e literatura são artes irmãs que estimulam o conhecimento. O Dia do Nacional do Livro Infantil é importantíssimo porque crianças são seres em formação que precisam ler e construir o espírito crítico.

Amizade diferente

O projeto EnContos disponibiliza, na terça-feira, a partir das 17h, a peça do clássico infantil “A árvore generosa”, de Shel Silverstein. O espetáculo fala da relação de amizade entre uma árvore e um menino. Na programação há ainda uma oficina criativa de dobradura com um personagem da montagem. O conteúdo será transmitido gratuitamente no site encontos.com.br.

Dos quadrinhos para a tela

Os personagens de Mauricio de Sousa ganharam vida no filme “Turma da Mônica: laços”, disponível no serviço de streaming do Telecine e no Now, da Net Claro. A sequência, “Turma da Mônica: lições”, tem previsão de lançamento para este ano.

Era uma vez...

Baseado no conto de fadas de Luís da Câmara Cascudo, o espetáculo “A princesa de Bambuluá”, projetado em sombras, conta a história de João, um rapaz amarelo que encontra uma princesa encantada. O espetáculo é exibido gratuitamente amanhã e domingo, às 16h, no canal CiaQuaseCinema1, no YouTube.

Homenagem a Monteiro Lobato

Regida pelo maestro Vinícius Louzada, a Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca Santa Cruz faz uma apresentação gratuita da música “Sítio do Picapau Amarelo”, de Gilberto Gil, que embalava a série inspirada na obra de Monteiro Lobato. No domingo, às 11h, no canal Orquestra nas Escolas, no YouTube.

Inspirado em 'A cigarra e a formiga'

Dirigido por Marta Paret e escrito por Denise Crispun, o espetáculo ''Ah, se La Fontaine estivesse por aqui...'' acompanha a história das amigas Julieta (Carol Machado) e Aurora (Juliane Bodini), que precisam aprender a conviver com as diferenças. A peça on-line e gratuita estreia amanhã, às 16h, no canal da produtora Sete Sóis Teatro, no YouTube. A temporada vai até 25 de abril.

Música com história

Para celebrar o lançamento do livro infantil “Histórias passarinheiras”, o Grupo Passarinheiros interpreta canções e conta histórias de graça no domingo, às 10h30, no canal do YouTube e no Facebook do Parque Vicentina Aranha.

Recomeçando do zero

Inspirada no livro “Onde vivem os monstros”, de Maurice Sendak, a peça “Melhor faz tranças do mundo” acompanha a saga de três amigos que têm a missão de reconstruir uma cidade devastada por uma ventania. O espetáculo será exibido de graça amanhã e domingo, às 17h, no canal da Palavra Z Produções Culturais, no YouTube.

Versão clássica do conto

A Cia. Fábrica de Sonhos transmite ao vivo, no canal no YouTube da companhia, a adaptação teatral da fábula “A cigarra e a formiga”. O espetáculo, que acontece amanhã, às 16h, faz parte do Festival de Janeiro (festivaldejaneiro.com).

E mais: confira oito livros lançados recentemente e incentive o hábito da leitura

Sucesso

Vem da Coreia do Sul

''O menino que se alimentava de pesadelos'' tem origem no k-drama ''It’s okay to not be okay'', da Netflix. Um garoto pede ajuda a uma bruxa para se livrar de sonhos ruins. De Jae Hyung Woo. Intrínseca, R$ 49,90.

Imigração

Sobre refugiados

Imigrantes e refugiados judeus que escolheram o Rio como morada têm sua história de batalha narrada por Daniela Chindler e Juliana Portenoy em “Uma casa no mundo”. Sapoti Projetos Culturais, R$ 35.

É lúdico!

Sobre solidão

Em um “Um pirata muito só’’, o protagonista com apenas um olho e um braço vivia sozinho até encontrar o mapa de um tesouro que acaba com sua solidão. De Denise Crispun. Escrita Fina, R$ 35,20.

Identidade

Sobre raízes

Em “O guardador de memórias”, um menino com com um dom especial vive em um povoado que é destruído pela guerra. Como recuperar a história dele e de sua gente? De Denise Guilherme. Moderna Literatura, R$ 53.

Racismo não!

Representatividade

Em “Meu nome é Maalum’’, a protagonista sofre com a zombaria dos amigos, até que aprende que seu nome, africano, é motivo de orgulho. De Eduardo Lurnel e Magna Domingues. Baú Encantado, R$ 40.

Ecologia

Meio ambiente

Num quintal diverso e colorido, cabem todos os tipos de espécies animais e vegetais. Assim, os pequenos descobrem como é importante cuidar do planeta em “O quintal da minha casa”. De Fernando Nuno. Cia das Letrinhas, R$ 49,90.

É sensível!

Sobre perdas

De modo muito delicado, “É assim’’ trabalha as questões “de onde viemos?”, “para onde vamos’’, falando da morte e da importância do tempo presente. De Paloma Valdivia. Editora SM, R$ 55.

Memória

Resgate histórico

Em “Incêndio no museu”, liderados pelo macaco Lincon, os animais ajudam os bombeiros a apagar o fogo no Museu Nacional, mostrando às crianças a importância do lugar. De Isa Colli. Ed. Colli Books, R$ 39,90.