Programação de teatro no Rio de Janeiro - RJ

O Globo
·11 minuto de leitura
Divulgação

A programação de teatro nesta semana, entre 18 e 24 de de dezembro, é marcada por estreias em tablado on-line. Chegam às telas as montagens inéditas "Nunca estive aqui antes", com a atriz Luisa Arraes, e "O ensaio invisível", com a companhia paulista Off Off Broadway.

Veja a programação completa abaixo.

*Este roteiro é atualizado semanalmente

NO LOCAL

EXTRA:

Rio Retrô Comedy Club

A casa mantém uma agenda com espetáculos de comédia. Sex: os comediantes Rogério Vilela e Di Cardoso apresentam o show “Conexão comédia”. Sáb: Kedny Silva faz stand up. Dom: Gui Preto encena solo de humor.

Rio Retrô Comedy Club: UpTown Barra. Av. Ayrton Senna 5.500, Barra — 99669-0431. Sex, às 21h. Sáb, às 20h30. Dom, às 19h30. R$ 40. Não recomendado para menores de 16 anos.

APRESENTAÇÕES ÚNICAS:

‘A esperança na caixa de chicletes Ping Pong’

Texto, direção e atuação: Clarice Niskier.

Inspirada pelas músicas de Zeca Baleiro, a atriz desfia sentimentos e pensamentos sobre o Brasil, a vida, o sucesso e o amor.

Casa de Cultura Laura Alvim (Teatro): Av. Vieira Souto 176, Ipanema — 2332-2016. Sex e dom, às 18h. Sáb, às 17h. R$ 40 (vendas na bilheteria ou por meio do Sympla). 100 minutos. Livre.

CONTINUAÇÃO:

‘A alma imoral’

Texto: Nilton Bonder. Adaptação, direção e atuação: Clarice Niskier.

O monólogo questiona conceitos milenares da história da civilização, como as definições de corpo e alma, certo e errado, traidor e traído.

Teatro Petra Gold — Sala Marília Pêra: Rua Conde de Bernadotte 26, Leblon — 2529-7700. Sáb, às 20h. R$ 50 (vendas apenas pela internet). 80 minutos. Não recomendado para menores de 18 anos. Até 19 de dezembro.

‘Os homens querem casar e as mulheres querem sexo 2 — Novo normal’

Texto e direção: Carlo Simões. Com Carlo Simões e Clarisse Napolli.

Obcecado em busca da mulher perfeita, Jonas, num desabafo com Deus no confinamento, se dá conta de que a figura divina é uma mulher cearense.

Teatro Vannucci: Shopping da Gávea, 3º piso. Rua Marquês de São Vicente 52, Gávea — 2274- 7246. Sáb, às 20h. R$ 70. 60 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos. Até 2 de janeiro.

NO LOCAL E ON-LINE

ÚLTIMA SEMANA:

‘Niterói em Cena — Mostra nacional de teatro’

A 13ª edição do evento tem programação presencial e virtual, com peças de companhias de várias partes do país. Agenda on-line: Sex: às 10h, “O ederedom”, do Coletivo Macacos Alados; às 20h, “Onde estão as mãos, esta noite”, com (Karen Coelho; às 22h30“, "Caio F. em casa”, do ATeliê voadOR Companhia de Teatro. Sáb: às 10h, “Quem disse? — Teatro feminista para crianças, com Abelha Mestra Produção Artística; às 20h, “Histórias de confinamento”, do Grupo Galpão; às 22h30, “Metamorfose”, do Grupo Ereoatá Teatro de Bonecos. Dom: às 10h, “As bodas de Rapunzel “, da Artecorpo Teatro e Cia; às 20h, “Parece loucura, mas há método”, da Armazém Cia de Teatro; às 22h30, “Pequeno inventário de impropriedades”, da Téspis Cia. de Teatro. Seg: às 10h, “Em contos em encontros das águas”, da Agromelados Cia Teatral; às 20h, “Negra palavra Solano Trindade”, do Coletivo Preto e Companhia de Teatro Íntimo; às 22h30, “12 pessoas com raiva”, do Pandêmica Coletivo. Agenda presencial: Ter: às 19h, Cálculo ilógico, com Jéssika Menkel. Qua: às 19h, “Lima entre nós”, da Cia. Teatral Queimados Encena.

Serviço: Sex a seg, às 10h, às 20h e às 22hh30. Acesso por meio do site www.niteroiemcena.com.br. Livre.

Teatro Popular Oscar Niemeyer: Rua Jornalista Rogério Coelho Neto s/nº, Centro, Niterói — 2620-6101. Ter e qua, às 19h. É preciso reservar ingressos por meio do Sympla. Livre.

ÚLTIMA SEMANA:

‘Luiz Gama — Uma voz pela liberdade’

Texto: Deo Garcez. Direção: Ricardo Torres. Com Deo Garcez e Nivia Helen.

A peça narra a trajetória de Luiz Gama, ex-escravo que foi jornalista, poeta e advogado abolicionista.

Teatro Petra Gold — Sala Marília Pêra: Rua Conde de Bernadotte 26, Leblon — 2529-7700. Sex, às 20h. R$ 50. 55 minutos. Livre. Até 18 de dezembro. As transmissões on-line acontecem por meio do site do teatro, com ingressos a R$ 10.

ON-LINE

APRESENTAÇÕES ÚNICAS:

‘A hora da estrela ou O canto de Macabéa’

Texto: Clarice Lispector. Adaptação e direção: André Paes Leme. Com Claudia Ventura, Claudio Gabriel e Laila Garin.

Com canções inéditas de Chico César, a versão musical para “A hora da estrela” narra a saga de Macabéa, imigrante nordestina cuja vida no Rio de Janeiro é marcada por dificuldades e falta de amor e poesia.

Serviço: Dom, às 18h. A transmissão acontece por meio do YouTube (/sarauagencia) e do canal de televisão Arte 1. 110 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos.

‘Loloucas’

Texto: Heloísa Périssé. Direção: Otávio Muller. Com Heloísa Périssé e Maria Clara Gueiros.

Assíduas frequentadoras de teatro, duas senhorinhas chegam atrasadas a uma peça e, por descuido, percebem que estão no palco.

Serviço: Sex, às 21h. Acesso pelo YouTube (em bit.ly/3noQm9x.). 60 minutos. Não recomendado para menores de 12 anos. Uma gravação da transmissão ao vivo ficará disponível ao público até 18 de janeiro.

Madame Blavatsky’

Texto: Claudia Barral. Direção: Marcio Macena. Com Mel Lisboa.

Nome de destaque da teosofia, a escritora russa Helena Balavatsky (1831-1891) revê determinadas passagens de sua história.

Serviço: Sáb, às 20h. Gratuito. Para garantir o link da transmissão, é preciso reservar o ingresso por meio do Instagram (@vivo.cultura). 60 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

‘Pequenos acidentes de cama e mesa’

Texto: Ricardo Meirelles. Direção: Régis de Sóri. Com Regina Marçal e Leandro Austin.

A vida de um homem e uma mulher, em meio a conflitos e sonhos não realizados, após dez anos de casamento.

Serviço: Sáb, às 19h. A partir de R$ 10, por meio do Sympla. 45 minutos. Não recomendado para menores de 12 anos.

‘Osmarina Pernambuco não consegue esquecer’

Texto e direção: Keli Freitas. Com Keli Freitas e Alexandre Pinheiro.

A peça se baseia nos diários reais de Maria Leopoldina Félix, brasileira nascida em 1919: apesar de ter criado 14 filhos na pobreza, ela nunca deixou de lado sua paixão pelas letras e o sonho de ser escritora.

Serviço: Sex, às 19h. A transmissão acontece no YouTube (/complexoduplo). 100 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

EXTRA:

‘Festival Internacional de Teatro de Angra — Fita’

A 14ª edição do evento, que homenageia a atriz Lilia Cabral, ganha versão virtual com transmissões de 37 peças ao vivo até 20 de dezembro. Sex: às 19h, “Mulheres que nascem com os filhos”, com Caroline Figueiredo e Samara Felippo; às 21h, “Andança — Beth Carvalho, o musical”, com Stephanie Serrat, Eduarda Fadini e grande elenco. Sáb: às 19h, “Tsunany”, com Nany People; às 21h, “Ícaro and The Black Star”, com Ícaro Silva, Cássia Raquel e Hananza. Dom: às 19h, “Um recital à brasileira”, com Elisa Lucinda e Geovana Pires; às 21h, “Jacksons do Pandeiro”, com a Barca dos Corações Partidos.

Serviço: Sex a dom, às 19h e às 21h. As transmissões acontecem no YouTube (/vemprafita). Livre. Até 20 de dezembro.

Grupo Tapa — ‘Mostra de repertório on-line’

A companhia paulistana apresenta versões on-line para peças inéditas e já encenadas pelo grupo. Nesta semana, é apresentado o espetáculo “Uma aventura parisiense”, de Guy de Maupassant (1850-1893), com a atriz Denise Weinberg sob direção de Eduardo Tolentino de Araújo.

Serviço: Sáb, às 19h. A transmissão acontece no YouTube (/c/grupotapa). Livre. Até 19 de dezembro.

‘Teatro em movimento’

A 19ª edição do festival transmite peças inéditas, criadas especialmente para o ambiente virtual. O evento disponibiliza “Ato”, com direção de Bárbara Paz, até 8 de janeiro. Previamente gravada, a obra interpretada pelos atores Alessandra Maestrini e Eduardo Moreira aborda situações delicadas enfrentadas por artistas durante a pandemia.

Serviço: O projeto acontece por meio do site do Teatro em Movimento. Livre. A peça “Ato” permanece disponível até 8 de janeiro.

ÚLTIMA SEMANA:

‘A arte de encarar o medo’

Texto: Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez. Direção: Rodolfo García Vázquez. Com Ivam Cabral e outros.

Num futuro distópico, pessoas tentam reconstruir histórias de uma vida anterior à pandemia.

Serviço: Sex e sáb, às 21h. Dom, às 16h. A transmissão acontece por meio do Sympla (/espacodigitaldossatyros). 50 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos. Até 20 de dezembro.

‘O astronauta’

Texto: Eduardo Nunes. Direção: José Luiz Jr. Com Eriberto Leão.

Um astronauta é enviado ao espaço para uma missão solitária. O tempo passa, e o contato com a Terra vai se tornando cada vez mais difícil, levando o viajante a uma experiência de isolamento completo.

Serviço: Sex, às 20h. Sáb e dom, às 18h. A partir de R$ 10, por meio do Sympla. 70 minutos. Não recomendado para menores de 12 anos. Até 20 de dezembro.

‘Bastidores’

Texto e direção: Cristina Fagundes. Com Ana Paula Novellino, Michel Blois, Verônica Reis e outros.

Os percalços enfrentados por um grupo de artistas durante os ensaios de uma montagem teatral on-line.

Serviço: Sex, às 22h30. Sáb, às 21h. A partir de R$ 10, por meio do Sympla. 60 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos. Até 19 de dezembro.

‘O ensaio invisível’

Texto e direção: Samanta Precioso. Com Morgana Sales, Fábio Teixeira, Carla Zanini, Fernanda Faria e outros.

O espetáculo do Coletivo de Teatro Off Off Broadway, que instiga a participação do público, acompanha os encontros clandestinos de amigos num futuro distópico marcado por caos e rupturas.

Serviço: Sex a dom, às 20h. A transmissão acontece por meio do Sympla. 40 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos. Até 20 de dezembro.

‘O fogo e o relato’

Performance: Diogo Liberano.

A peça se inspira no ensaio do filósofo Giorgio Agamben para buscar relações entre mistério e literatura.

Serviço: Sáb, às 16h. A transmissão acontece no Instagram (/liberano). 60 minutos. Livre. Até 19 de dezembro.

‘Livre arbítrio’

Texto: Barbara Kahane. Direção: Maria Clara Guim. Com Alexandre Barros, Alexandre Dantas, Natasha Corbelino e Tatjana Vereza.

Num dos últimos ensaios para a estreia de um espetáculo, a equipe reflete e questiona o formato virtual ao mesmo tempo em que conversa sobre o poder de pequenas e grandes escolhas e do acaso na vida das pessoas.

Serviço: Sex a dom, às 20h. Acesso por meio do Sympla (/pandemicacoletivotemporario). Não recomendado para menores de 12 anos. Até 20 de dezembro.

‘Na sala com Clarice’

Texto: Clarice Lispector. Concepção e atuação: Odilon Esteves.

O monólogo apresenta textos da escritora Clarice Lispector a partir de escolhas feitas pelo público por meio de enquete.

Serviço: Sáb, às 20h. Dom, às 19h. A transmissão acontece por meio do Sympla (nasalacomclarice). 90 minutos. Não recomendado para menores de 12 anos. Até 20 de dezembro.

‘Nesta data querida’

Texto: Gustavo Pinheiro. Direção: Victor Garcia Peralta. Com Daniela Fontan, Elisa Pinheiro, Juliana Guimarães e Vilma Melo.

Após um longo distanciamento, quatro amigas se reencontram na festa de aniversário de três anos da filha de uma delas. A ocasião inspira memórias e reflexões sobre amizade, maternidade e o papel da mulher no século XX.

Serviço: Sáb e dom, às 17h. A partir de R$ 20, por meio do Sympla. 60 minutos. Não recomendado para menores de 12 anos. Até 20 de dezembro.

‘Novos normais: sobre sexo e outros desejos pandêmicos’

Texto: Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez. Direção: Rodolfo García Vázquez. Com Alessandra Nassi, Alex de Felix, Alex de Jesus e outros.

O espetáculo do grupo Os Satyros aborda os desafios do mundo atual em relação a amores na pandemia.

Serviço: Sáb e dom, às 18h. Acesso por meio do Sympla (/espacodigitaldossatyros). 60 minutos. 18 anos. Até 20 de dezembro.

‘Nunca estive aqui antes’

Texto e atuação: Luisa Arraes. Direção: Nelson Baskerville.

Luisa passa a primeira noite sozinha numa casa onde já morou outras vezes. Diante da solidão, ela repassa memórias e traça a história do apartamento e do próprio medo.

Serviço: Sex a seg, às 20h. A partir de R$ 20, por meio do Sympla. 60 minutos. Livre. Até 21 de dezembro.

‘Todos os sonhos do mundo’

Texto: Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez. Direção: Rodolfo García Vázquez. Com Ivam Cabral.

Textos de Drummond, Clarice Lispector e Fernando Pessoa se cruzam para abordar a depressão.

Serviço: Dom, às 20h. Seg, às 21h. Acesso por meio do Sympla (/espacodigitaldossatyros). 60 minutos. Livre. Até 21 de dezembro.

CONTINUAÇÃO:

‘Anjo negro’

Texto: Nelson Rodrigues. Direção: Antonio Quinet. Com Deo Garcez, Joana Lima Silva, Lucas Gouvêa, Lucélia Pontes e outros.

Releitura do mito de Medeia, esta versão do espetáculo aborda questões sobre o racismo. No Rio, uma criança negra é morta de forma misteriosa.

Serviço: Sex e sáb, às 20h. R$ 40, por meio do Sympla. 60 minutos. Não recomendado para menores de 12 anos. Até 27 de dezembro.

‘Aquele que caminha ao lado’

Texto: Daniela Smith. Direção: Francisco Taunay, Bernardo Vilhena e Thiago Sacramento. Com Alexandre David, Francisco Taunay, Katia Bronstein e outros.

A peça parte de três diferentes cenas, que se fragmentam e se complementam: em todas as histórias, personagens perdidos enfrentam situações extremas.

Serviço: Seg, às 20h. A partir de R$ 20, por meio do Sympla (/aquelequecaminhaaolado). 55 minutos. Não recomendado para menores de 16 anos. Até 25 de janeiro.