Programa Pró-Brasil deve ficar pronto entre agosto e setembro, diz Mourão

.

SÃO PAULO (Reuters) - O programa Pró-Brasil, que prevê investimentos do governo em obras públicas como forma de retomar a atividade econômica após a pandemia do coronavírus, deve ficar pronto entre agosto e setembro, disse nesta quarta-feira o vice-presidente da República, Hamilton Mourão.

"Como parte do planejamento do que podemos chamar de day after da pandemia, o governo federal tem entre seus projetos o programa Pró-Brasil, que vem sendo elaborado sob coordenação da Casa Civil, já teve as suas duas primeiras reuniões e deverá estar pronto entre o final de agosto e o início de setembro", disse Mourão em transmissão online com a Câmara de Comércio Árabe-Brasileira.

Mourão enfatizou que o governo do presidente Jair Bolsonaro segue comprometido com o ajuste das contas públicas e disse que o Pró-Brasil prevê tanto investimentos públicos em obras, como também parcerias com a iniciativa privada.

Coordenado pelo ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto, que assim como Mourão também vem do meio militar, o anúncio do Pró-Brasil incomodou o ministro da Economia, Paulo Guedes, que é contrário a um maior gasto do governo com obras, preferindo a concessão delas ao setor privado.


(Por Eduardo Simões)