Progresso contra Covid-19 e melhora da economia sob Biden esbarram em país dividido em 245º aniversário dos EUA

·1 minuto de leitura

Por Jeff Mason

(Reuters) - A maioria dos adultos nos Estados Unidos está vacinada, mas os casos de Covid-19 estão aumentando. A economia está se acelerando, mas a inflação também ganha velocidade. A cooperação bipartidária melhorou, mas o rancor político é alto.

Mais de cinco meses após o início do governo de Joe Biden, os EUA mudaram de várias maneiras, com uma perspectiva de negócios mais saudável e uma pandemia --pelo menos em muitas partes do país-- cada vez mais sob controle.

Mas como a maior economia do mundo comemora seu 245º aniversário em 4 de julho, o feriado do Dia da Independência não será a celebração completa que Biden esperava ou prometeu.

A meta da Casa Branca de vacinar 70% dos adultos contra a Covid-19 com pelo menos uma dose não será cumprida, e um projeto de lei que visa restaurar a infraestrutura do país ainda está longe de chegar à mesa de Biden para sanção.

Biden vai celebrar com uma festa para 1 mil pessoas no gramado da Casa Branca e fogos de artifício sobre o National Mall. Os historiadores dizem que ele e o país têm uma razão para o fazer.

"Compare onde estamos com um ano atrás em termos econômicos, de saúde pública, em termos de psique nacional, é quase como viver em um país diferente", disse o historiador presidencial Michael Beschloss.

Ele disse que Biden deve seguir uma linha cuidadosa entre comemorar o progresso feito na pandemia e declarar: Missão Cumprida.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos