Projeto da Prefeitura de SP tem 'jabuti' que eleva limite de barulho de shows

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Nova versão de projeto de lei da gestão Ricardo Nunes (MDB) sobre as chamadas "dark kitchens" inclui um artigo sobre tema não relacionado, o chamado "jabuti", que estabelece limite de 85 decibéis para grandes shows e eventos, valor que é superior ao que vigora em regiões específicas da cidade.

Como mostrou a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, a Prefeitura de São Paulo tem tentado elevar o limite sonoro no entorno do Allianz Parque, estádio do Palmeiras, que tem recebido multas devido a infrações ao limite de barulho da região, que é uma ZOE (Zona de Ocupação Especial) e tem teto de 55 decibéis.

Nova versão de projeto de lei da gestão Ricardo Nunes (MDB) sobre as chamadas "dark kitchens" inclui um artigo sobre tema não relacionado, o chamado "jabuti", que estabelece limite de 85 decibéis para grandes shows e eventos, valor que é superior ao que vigora em regiões específicas da cidade.

Como mostrou o Painel, da Folha de S.Paulo, a Prefeitura de São Paulo tem tentado elevar o limite sonoro no entorno do Allianz Parque, estádio do Palmeiras, que tem recebido multas devido a infrações ao limite de barulho da região, que é uma ZOE (Zona de Ocupação Especial) e tem teto de 55 decibéis.