Projeto do Centrão pode aumentar conta de luz para beneficiar empresário

A light bulb, a pen, a calculator and some copper euro cent coins lie on top of an electricity bill.
Medida poderia encarecer conta de luz e drenar recursos do pré-sal (Getty Image)
  • Centrão estaria articulando proposta para beneficiar o empresário Carlos Suarez

  • "Jabuti" em um projeto preocupa representantes do setor elétrico

  • Grupo estaria recebendo o apoio de Jair Bolsonaro

Um projeto bilionário de construção de gasodutos está sendo articulado no Congresso Nacional por um grupo do Centrão. A medida pode encarecer a conta de luz e direcionar recursos do pré-sal para bancar as obras.

Representantes do setor elétrico dizem que a ideia é incluir “jabuti”, como são chamadas as emendas sem relação com o tema em tramitação, no projeto 414/2021, que prevê a modernização do setor de energia.

A medida beneficiaria o empresário Carlos Suarez, ex-sócio-fundador da empreiteira OAS, único autorizado a distribuir gás em oito estados no Norte, Nordeste e Centro-Oeste do Brasil.

Informações apuradas pelo jornal Estado de S.Paulo apontam que a proposta pretende destinar R$ 100 bilhões do lucro do pré-sal, que iriam para o Tesouro Nacional, para pagar as construções.

Não é a primeira vez que o conglomerado político tenta implementar a proposta do Brasoduto. O assunto já entrou em pauta diversas vezes, mas nunca avançou. Agora, com o apoio de Jair Bolsonaro, o grupo acredita que poderá avançar com o projeto.

Procurado pelo jornal O Globo, o relator do projeto, deputado Fernando Coelho Filho (União Brasil-PE), nega que exista a articulação. Ele diz que não concorda com o movimento. "Não estou sabendo de nenhuma emenda e, caso tenha, não será acatada", afirmou.

O jornal ainda conversou com dois parlamentares, que decidiram não se identificar. Ambos teriam dito que a ideia tem sido discutida nos bastidores, mas é vista com poucas chances de sucesso. Eles avaliam que o possível aumento na conta de luz tem atrapalhado a aprovação do projeto.

Em uma carta à Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados, o Fórum das Associações do Setor Elétrico (FASE), organização que representa 27 associações setoriais, alertou o parlamentar sobre os riscos de outro projeto, que trata de reajustes na tarifa de energia, e defendeu o texto do PLP 414/2021.

“A aprovação desse Projeto de Lei sim, poderá reduzir, de forma estrutural, os custos com energia para todos os brasileiros”, afirmou a entidade na carta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos