Projeto para barrar supersalários trará economia de até R$ 3 bi para União

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA - O projeto de lei que regulamenta os supersalários no poder público pode gerar uma economia nas contas públicas de até R$ 3 bilhões por ano. É o que apontam as projeções usadas pela equipe do relator do texto, o deputado Rubens Bueno (Cidadania-PR).

O deputado está revisando o relatório e vai propor estabelecer uma trava para penduricalhos, como o auxílio alimentação, vinculada ao salário do servidor.

Além disso, ele deve incluir um dispositivo para tornar crime ordenar, receber e omitir o pagamento de extras que extrapolem o teto definido pela Constituição, hoje no valor de R$ 39.293, equivalente ao salário de um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

Lei mais detalhes sobre o projeto na reportagem exclusiva para assinantes do GLOBO.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos